Em casos de dor, espasmo e rigidez musculares, dor de cabeça, doenças psicossomáticas, ansiedade, depressão, entre outras, que não apresentam alteração orgânica grave, esta técnica apresenta bons resultados.

Tais efeitos podem não ser suficientes em casos de doenças mais graves e crónicas, sendo necessário complementar a técnica com outras terapias, inclusive com medicamentos.

Exemplos:

  • Em caso de infeção bacteriana, o tratamento pela acupuntura pode aliviar o desconforto, mas é o uso de antibiótico que elimina a infeção.
  • Em caso de crise asmática, torna-se necessário oferecer remédios broncodilatadores, entre outros.
  • Em casos de dores agudas, se necessário, não se deve hesitar em receitar analgésicos
  • Em dor crónica como lesões de nervos e fibromialgia, a associação de remédios antidepressivos, anti convulsivantes, neurolépticos, e até morfina, aumenta o efeito da terapêutica.

Em resumo, em benefício da qualidade de vida do paciente, devem-se incluir todos os meios disponíveis a favor dele.