Na década de 1990 muitos pacientes procuraram assistência pela acupuntura, em função dos efeitos colaterais dos medicamentos antidepressivos, principalmente pela diminuição da concentração, do raciocínio, do desejo sexual e aumento da obesidade.

Durante o tratamento, a maioria apresentou melhoria satisfatória, o que proporcionou diminuição no consumo desses medicamentos e, consequentemente, redução dos efeitos indesejáveis já citados.

A acupuntura é bastante eficaz na forma leve de depressão, atuando como coadjuvante nas formas moderadas e graves.

Atualmente, existe uma tendência cada vez maior de os pacientes procurarem a acupuntura mais precocemente e com mais confiança nela.