Qualquer indivíduo, em qualquer idade, pode ser tratado com acupuntura, exceto os pacientes com infeções generalizadas da pele.

Mesmo durante a gravidez, a acupuntura não é contra- indicada, desde que se evite a aplicação nos pontos que atuam como dilatadores do colo do útero e facilitadores da contração.

A acupuntura é uma técnica invasiva que exige conhecimentos médicos sobre antissepsia, anatomia e fisiologia humanas, fundamentais para evitar acidentes e complicações que eventualmente possam ocorrer, tais como inoculação de microrganismos no corpo humano ou dano a alguma estrutura nobre, como fígado, rim ou pulmão, com sequelas imprevisíveis.

Mas esse tipo de risco é extremamente baixo.